RITA em FLOR

ferramentas de transformação, emp​oderamento, reconexão e auto descoberta

                                                         São fortes os tempos que correm. ​

Tempos de cura, de empoderamento, de decisão, de precisão e de contacto com                                                                               aquilo que está dentro de nós.

Enquanto mulher vejo cada vez mais mulheres sendo convidadas a afirmar a sua força abraçando suas vulnerabilidades. A isso chamo empoderar-se.


E porque esse é um caminho inevitável, convido-vos através desta vivência curativa a cuidar, honrar e transformar algumas das memórias e crenças que carregas, que carregamos - mais acesas ou mais apagadas - em honra das mulheres que nos antecederam, porque partilhamos com elas uma consciência colectiva e mais que tudo, um inconsciente coletivo.

5000 anos de patriarcado correm-nos nas veias, com seus ressentimentos e dores, suas perdas e danos. 

5000 anos de crenças e limitações construidos à volta do facto de ser mulher.


Muito desse material não necessariamente nos pertence nem sequer representa aquilo que somos, aquilo em que acreditamos ou a forma como vivemos, porém, pode perfeitamente continuar a nos condicionar, de forma oculta e inconsciente.


São as histórias e as heranças de outras mulheres - mães, avós, tias... até à 7ª geração- cujas vidas, crenças e memórias ainda ainda nos habita, como material genético, como campo mórfico, como memória ancestral.



Quando?

  • Sábado, dia 15 de Maio
  • das 10h às 17h
  • online

Como faço para me inscrever?

A inscrição considera-se formalizada mediante pagamento do valor total da vivência, 10€. Envia email ou mensagem via Whatsapp com comprovativo de pagamento para [email protected].


POR TRANSFERÊNCIA BANCÁRIA:

banco: Millennium BCP

beneficiário: Ana Rita Afonso Gorjão Rodrigues

Iban: PT50. 0033.0000.45328561915.05


POR PAGAMENTO MULTIBANCO

entidade: 21800

referência: 776153723

montante: 10€


POR MBWAY:

transferindo o valor para o número de telefone 937064989

O que precisas trazer?

  • certamente precisas trazer disponibilidade e curiosidade;
  • um bloco de notas, lápis, uma folha branca A3, àgua para beber, uma vela (ou o teu altar inteiro), imagens ou representações simbólicas dos teus ancestrais, se tiveres;
  • assegura-te de ter privacidade, um espaço íntimo e seguro o suficiente para te entregares à experiência, onde ninguém te interrompa. 
  • boa conexão de internet
  • instalar o Zoom

O que vai acontecer?

Primeiro, vamos tratar de invocar a memória das mulheres que te precedem, que me precedem, e que nos precedem a cada uma de nós... certamente, nalguma fonte, à beira de algum caminho elas (as tuas, as minhas, as nossas ancestrais) se misturam, se reconhecem, se fundem.

Vamos conectar com a nossa linhagem feminina e convidá-la a soltar através de nós, os condicionamentos do nosso campo energético. Vamos trabalhar em nome de nós próprias e em nome de todas as mulheres antes e depois de nós. Vamos intencionar que as correntes que amarram parte da nossa energia se rompam aqui!


Depois, vamos usar parte das técnicas do Thetahealing® para aceder a essas memórias, no sentido de localizar as crenças limitantes do inconsciente coletivo feminino, que trazemos dentro. Nesta fase saberás que crenças te habitam e que crenças não te habitam.

Não te posso assegurar que as vais soltar por completo, que as vais curar de uma vez por todas. Mas consigo assegurar-te que as vais ver, que te vais surpreender com certas crenças que vais encontrar, e que passarás a acolhê-las na tua mente consciente, em vez de ser arrastada por elas, inconscientemente.



                       Apenas quando tens consciência tens escolhas.

                                                                                                           Joan Bosenko


Soltarás aquelas que estás preparada para soltar. As outras, hão-de precisar de um trabalho mais dedicado e mais profundo. Será o inicio de um caminho, não um tramo, não o final.

0